Abandone a seriedade – OSHO

Perguntaram a Osho:

Embora seu discurso de ontem tenha sido bem sério e profundo, havia estranhas cócegas e gargalhada surgindo em mim. Em algum lugar profundo, havia um senso de humor, como uma sutil subcorrente. Elágrimas freqüentemente rolavam!
Os momentos de clareza e insight dão origem a um senso de humor? E o que são as lágrimas?

Sim, Chinmaya, a clareza sempre traz um senso de humor. A pessoa começa a rir, não dos outros, mas de si mesma, de todo o ridículo dos jogos do ego, de toda a estupidez da mente humana. E quando há gargalhada as lágrimas não estão distantes; elas são aspectos de uma só energia. Elas não são diametralmente opostas, mas complementares.

Sempre que houver uma profunda gargalhada, fatalmente haverá lágrimas seguindo-a. E sempre que houver lágrimas profundas a gargalhada virá logo. Elas andam juntas, são partes de um só clima — o clima da clareza, da profundidade, da altura.

Você pode ficar surpreso ao saber que os esquizofrênicos não podem rir, e uma pessoa que não pode rir tem algo da esquizofrenia; ela é mentalmente enferma. Os esquizofrênicos começam a rir somente quando estão saindo de suas esquizofrenias. Foi observado que o psicoterapeuta pode terminar o tratamento uma vez que perceba o esquizofrênico rindo. Este é um fato de grande importância.

Muitos pretensos santos são realmente esquizofrênicos — eles não podem rir. E se você não pode rir como pode chorar, verter lágrimas? Ambos se tornam impossíveis. Quando a risada e o choro são impossíveis, seu coração fica completamente fechado; você não tem emoções e começa a viver somente na cabeça, e toda a sua realidade consiste em pensamentos. Pensamentos são secos, eles não podem trazer a risada ou as lágrimas. As lágrimas e a risada vêm do coração. E a clareza não é da mente, mas do coração; a confusão é da mente.

Assim, Chinmaya, essa foi uma boa experiência. Sua esquizofrenia está desaparecendo, e posso terminar com o tratamento. Ria mais, chore mais, torne-se novamente uma criança. A seriedade é sua doença; abandone a seriedade.

nunca se confunda entre a seriedade e a sinceridade — a seriedade não é sinceridade. A sinceridade não precisa ser séria; ela pode rir, pode chorar, pode verter lágrimas. A seriedade é um estágio bloqueado da mente, um estágio em que você não pode fluir; é um estado de não-fluxo, de estagnação. Pessoas sérias são pessoas doentes.

Osho, em “Vá Com Calma – Discursos Sobre o Zen-Budismo”
Publicado no blog palavras de Osho
Pratique as meditações de Osho – conheça as técnicas e espaços Osho
You are subscribed to email updates from palavras de Osho
Anúncios

Um comentário sobre “Abandone a seriedade – OSHO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s