Não há perigo!

Não estou vivendo perigosamente.

Troquei o perigosamente, pelo intensamente, inconsequentemente, apaixonadamente.

Não há perigo.

Perigoso é a gente se aprisionar no que nos ensinaram como certo e nunca mais se libertar,

 correndo o risco de não saber mais viver sem um manual de instruções.”

Martha Medeiros

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s